in ,

Opinião do dono: Hyundai Creta Attitude AT 18/19

Diógenes de Oliveira tem 27 anos e mora na cidade de Santo André-SP. Diógenes optou pela versão PcD (Attitude) automática; Confira sua opinião.

Quando comprou? Quanto tempo demorou todo o processo de isenção? Foi para condutor ou não condutor?

O veículo foi retirado da concessionária Sinal, de São Caetano do Sul/SP em Novembro de 2018. O prazo para entrega do veículo após a liberação das certidões foi um pouco mais de 3 meses. O processo todo levou mais de 1 ano para condutor, incluindo a atualização da CNH.

Qual modelo comprou?

Hyundai Creta 1.6 Attitude PCD 2018/2019

Optou por qual versão e por quê?

Sou Cliente da marca desde 2012, tive um HB20 1.6 Comfort Style Manual 2012 e um HB20X Premium 1.6 Automático 2017. Bastante satisfeito com o pós venda da marca, valores de revisão tabelados e confiabilidade da marca.

Quanto pagou no carro? Teve isenção de IPI e ICMS, ou apenas uma das isenções? A montadora oferecia incentivo? Teve um bom atendimento na concessionária?

A versão escolhida foi Attitude 1.6 Automática disponível para PCD, que com descontos (ICMS e IPI) ficou em R$ 54.662,16 na cor Branco Polar, sem adaptações. Excelente atendimento pela vendedora Renata.

Interessou-se em outros veículos na época? O que pesou na decisão final?

Avaliei os veículos da categoria SUV, como Jeep Renegade, Ford EcoSport, Nissan Kicks e Citroen C4 Cactus. O que me fez optar pelo Creta foi realmente o excelente relacionamento que já construí com a Hyundai. Custos fixos de manutenção sempre seguidos a risca e excelente pós venda.

Precisou de adaptação? Instalou algum acessório ou opcional? Quanto custou?

Eu optei pelo Creta na versão Attitude, pois além de compensar mais com as duas isenções, ficaria mais fácil de montar o veículo de acordo com meus gostos pessoais. Então instalei faróis de neblina, comando de som no volante (além do módulo interno), multimídia com TV, GPS, DVD e Bluetooth, módulo subida dos vidros na chave e onetouch descida nas 4 portas, rack de teto na cor preta (apenas estético), insulfilm, maçanetas internas em aço escovado, tampão do porta-malas, tapete bandeja do porta malas e tapetes internos. Optei por manter o aplique dos para-choques em preto fosco pois ao meu ver, são mais bonitos que os cinza. Coloquei também sensor de ré e câmera. Um dos objetivos era colocar um jogo de rodas aro 18 e a grade frontal cromada. Sem adaptações. Gastei cerca de R$ 5.000,00.

Quantos quilômetros já rodou? Usou qual combustível? Qual a média de consumo?

Rodei mais de 10.000 km, passando inclusive pela primeira revisão que me custou cerca de R$ 250,00. Rodando com gasolina, temos uma média de 8 km/l, geralmente com veículo vazio ou até 2 pessoas.

Veja Também

Opinião do dono: VW Voyage 1.6 MSI automático 18/19

⇒ Opinião do dono: Toyota Corolla GLi Tecido CVT (versão PcD)

⇒ Opinião do dono: Caoa Chery Arrizo 5 RX CVT

Já fez quantas revisões na concessionaria? Teve algum tipo de problema com carro? Como foi o atendimento no pós-venda?

O veículo apresentou alguns barulhos na cabine, rapidamente percebidos e resolvidos pela concessionária (um parafuso da porta solto – provavelmente na instalação dos acessórios) e o trilho do banco mal encaixado, também apresentou barulho na tampa traseira que foi solucionado. Além disso o Stop and Go desliga o carro e não liga mais (ocorreu duas vezes).

Fez seguro, quanto ficou?

Sim, perfil duplo em Santo André SP pela Porto Seguro ficou em R$ 4.200,00

Pontos negativos – críticas? Destaque os principais?

Itens de série (na versão adquirida, porém ainda considero bom custo-benefício, apenas 2 opções de cor, falta de iluminação do porta-luvas.

Pontos Positivos? Destaque os principais?

Itens de série: A segunda leva dos Creta PCD, vieram bastante “depenados” com relação aos primeiros modelos, porém, ainda considerei uma boa compra tendo em vista o excelente relacionamento que já tenho com a marca. O Creta veio de fábrica com ar condicionado manual, direção elétrica (muito mais leve que do HB20X), vidros elétricos, computador de bordo e piloto automático, além do irritante Stop and Go (que desliga o motor ao parar o carro e liga novamente ao tirar o pé do freio – sorte que dá para desativar), retrovisores elétricos (sem rebatimento), controle de estabilidade, volante com regulagem de altura e profundidade.

Conforto: O veículo tem porte superior aos concorrentes, na minha opinião. Tem mais espaço interno que o Kicks, Renegade e EcoSport. A qualidade da montagem também me chamou atenção, segue o mesmo padrão do HB20, mas as peças me passam um aspecto mais robusto. Para viagens o carro é excelente, transporta tranquilamente 5 adultos e o porta-malas é surpreendente. A textura dos bancos me agrada bastante, além dos comandos de vidro e retrovisores estarem em fácil acesso. Porta óculos e os demais porta objetos são muito úteis, porta revista atrás do banco do passageiro também ajuda. O apoio de braço é em plástico mais macio, mas acho um pouco alto demais. A cabine é grande, assim como a visão para o motorista, diminuindo os pontos cegos pelo excelente para-brisa (acredito ser característica da maioria dos SUVs). Um detalhe que me faz falta é a iluminação do porta-luvas. As portas não têm nenhum tipo de revestimento de tecido, mas não acredito ser algo que esteticamente faz tanta diferença. Porém, os plásticos tem facilidade em manchar, ainda não identifiquei as causas. Conduzindo o veículo, percebo que a posição elevada de dirigir é boa, além da direção elétrica ser realmente muito leve, o que facilita um as manobras e balizas.

Design: Apesar de ser algo completamente subjetivo, acredito que o design do Creta destoa um pouco da família HB20 e os demais Hyundai. Porém, ainda considero um carro com “presença”. O porte é um grande diferencial, robusto e “superior”. As perfumarias presentes nas versões mais caras só fazem falta aos mais atentos, pois dificilmente alguém que já andou no carro percebe que é uma “versão depenada”, ou dá falta de algum item de conforto.

Rodagem: O motor 1.6 me atende bem pois faço pequenas viagens (geralmente em duas pessoas) então, não sinto falta de um motor mais potente. Na estrada mantenho sempre na velocidade máxima, o piloto automático ajuda muito e não percebo o consumo elevar com seu uso. Nas ultrapassagens o veículo tem força e em subidas também. Só perde na arrancada no dia-a-dia, mas para suprir essa necessidade existem outros veículos (e outras categorias). O comportamento é bastante pacato. O carro me atende no dia-a-dia e o consumo é o esperado para um SUV, mas nada comparado a Tucson 2.0 (risos), atualmente faz mais ou menos 8 km/l de gasolina na cidade com veículo vazio.

No geral você está satisfeito com seu carro? Você recomendaria à compra desse modelo?

Apesar de não precisar de um SUV, optei por um pois gostaria de testar a categoria e fiquei bastante feliz com o veículo. Fui surpreendido pela ótima posição de dirigir e também o espaço interno, além da qualidade na montagem (as peças não desencaixam e são completamente bem alinhadas)

Considerações finais?

Na minha opinião, o design ainda impressiona, espaço interno sem igual e excelente pós venda (custo fixo de revisão, vale ressaltar o ótimo preço), além dos 5 anos de garantia. Acredito que o veículo atenda as expectativas de quem busca conforto, porte elegante e espaço interno. Não acho que o consumo seja um fator decisivo, afinal quem adquire um SUV já está consciente disso.

Galeria de fotos: Hyundai Creta PcD (Attitude) AT


(Quer contribuir com sua Opinião de Dono? Nos envie um e-mail solicitando o formulário Opinião do Dono – [email protected])


Nos siga nas redes sociais

 Facebook- Mundo do Automóvel para PCD

 Instagram – Mundo do Automóvel para PCD

 Youtube – Mundo do Automóvel para PCD

Escrito por Michael W.

Apaixonado por carros desde criança, hoje compartilho com todos o conhecimento que tive ao longo da vida.

Siga o MDA nas redes sociais
Facebook -- Instagram -- Youtube -- Twitter

2 Comments

Leave a Reply
  1. Diógenes, você instalou o multimídia original? O Creta PcD vem sem os controles no volante, e ouvi dizer que mesmo instalando o kit original não seria possível colocar os comandos no volante. Foi diferente na sua concessionária ou você instalou um paralelo? Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Fiat Argo alcança a marca de 150 mil unidades produzidas

Fiat Cronos PcD (Drive): fotos, preço, equipamentos e mais