Procon-SP notifica Ford e exige explicações após fechamento de suas fábricas


Procon-SP pede que a montadora informe como serão garantidos os direitos dos proprietários de veículos da marca.

Após a Ford do Brasil decidir encerrar sua operações no Brasil, o Procon-SP notificou a empresa exigindo uma explicação de como garantirá que os direitos previstos no Código de Defesa do Consumidor sejam cumpridos. O Procon-SP deu prazo de 48 horas para resposta da empresa.

O órgão pede informações sobre como será feito o atendimento aos proprietários cujos veículos estão dentro do prazo de garantia; por quanto tempo e, de que forma, serão disponibilizadas as peças de reposição para os veículos que estão fora da garantia; e se o encerramento das atividades das fábricas causará impacto no prazo de entrega dos veículos novos comprados recentemente.

Veja Também

⇒ Ford do Brasil decide encerrar operações de suas fábricas

⇒ Reflexos do fim da produção da Ford

⇒ Ford Territory 2021 chega em duas versões a partir de R$ 165.900

A montadora deverá explicar se haverá algum ônus para os compradores de veículos novos que, em função do anúncio de encerramento, desistirem da compra e também se haverá alteração na política de preços ou condições de compra para veículos comercializados recentemente e ainda não entregues.

Foi solicitado ainda que a Ford informe sobre quais canais de atendimento serão oferecidos aos consumidores.

[Fonte: Procon-SP]

Siga o MDA nas redes sociais: