in

Financiamento – taxas – como escolher o melhor?

Comprar ou trocar de carro. Sonho de consumo de muitos brasileiros, esses desejos acabam dando dor de cabeça graças, muitas vezes, não ao preço do produto em si (nesse caso, o brasileiro aprendeu muito fácil a pesquisar e negociar), e sim ao custo do crédito. No caso, as taxas cobradas durante o financiamento do bem.

O mercado financeiro nacional é extremamente generoso quando se trata de financiamentos. Existem inúmeras linhas de crédito e diversas taxas que podem ser aplicadas em um determinado produto.

Mas, toda essa oferta termina se mostrando uma terrível armadilha exatamente pelo desconhecimento que as envolve. Muitas pessoas não sabem quais as taxas aplicadas e, muito menos, como analisar um financiamento para escolher a opção que melhor caiba no seu bolso.

Sonha em comprar seu carro, por exemplo, mas não tem ideia de como escolher um financiamento que você consiga pagar? Fique tranquilo. Preparamos um texto que vai ensiná-lo a resolver esse problema. E então, sua única preocupação será aproveitar cada minuto em seu carro novinho.

Pesquise

Assim como na compra à vista, antes de fechar um financiamento é preciso pesquisar muito bem as opções dadas pelos bancos ou concessionárias para o bem que você deseja adquirir.

Nesse momento, é importante que você se informe sobre todas as condições aplicadas nesse financiamento: quantas parcelas serão cobradas, qual será o valor de cada uma delas, se haverá mudança nesse valor durante a vigência do contrato e, principalmente, quais taxas serão cobradas.

Por serem muitas e com alíquotas variadas, essas taxas podem encarecer seu contrato, tornando o financiamento mais pesado do que ele realmente seria.

Avalie sua situação financeira

Antes de escolher o melhor financiamento para sua compra dos sonhos é preciso fazer um pente fino em sua situação financeira. A aquisição de um carro é um processo de longo prazo.

Para um carro, em sua grande maioria, a dívida não termina antes de cinco anos. Então, para evitar surpresas desagradáveis, como a perda do bem pela falta de pagamento, coloque todos os seus ganhos e gastos em um papel e analise se realmente tem capacidade financeira para fechar uma compra desse tipo.

Considere, por exemplo, se existe a possibilidade de oferecer um bem como alternativa de amortização para os pagamentos. No caso dos automóveis, por exemplo, dar um carro usado como entrada pode resultar em um valor de financiamento menor, com parcelas mensais mais baixas.

Veja Também

Consórcio de carros, como funciona e passo a passo

Seguro de carro para idoso é até 33% mais barato

Os 50 carros com seguros mais baratos e mais caros em 2019

Simulação financiamento

Veja um exemplo de financiamento com taxa de juros de 1% ao mês. O valor considerado é um veículo de 55.300,00.

Exemplo 01:

Valor do veículo: R$ 55.300,00;
Valor da Entrada: 5.300,00
Valor financiado: 50.000,00
Prazo do financiamento: 60 meses;
Taxa mensal de juros: 1%;
Valor da prestação: R$ 1.112,22;
Valor total: R$ 66.733,34;
Valor total de juros: R$ 16.733,34.

Em alguns casos, é possível conseguir pagar menos juros, até mesmo conseguir taxa zero. Nesses casos, precisa dispor de valores maiores. Confira um exemplo:

Exemplo 02:

Valor do veículo: R$ 55.300,00;
Valor da Entrada: 33.180,00;
Valor financiado: 22.950,00;
Prazo do financiamento: 12 meses;
Taxa mensal de juros: 0,92%;
Valor da prestação: R$ 2.029,24;
Valor total: R$ 57.530,88;
Valor total de juros: R$ 2.230,88 (já incluso taxas ADM).

Pechinche

A crise econômica tirou muito do poder de compra dos brasileiros e diminuiu fortemente a venda de produtos com maior valor agregado, como carros. Por isso, muitas concessionárias tem realizado promoções agressivas para reconquistar os clientes perdidos. Quem ganha com isso? Você potencial comprador.

Antes de fechar negócio, no entanto, vale pechinchar. Negocie as condições do financiamento, veja a possibilidade de retirar taxas e reduzir o valor das parcelas, tornando as condições do contrato ainda mais atraentes para você.

Com um pouco de lábia e bons números nas mãos, você sairá de lá com o contrato fechado e seu bem adquirido.

Nos siga nas redes sociais

 Facebook- Mundo do Automóvel para PCD

 Instagram – Mundo do Automóvel para PCD

 Youtube – Mundo do Automóvel para PCD

Written by Michael W.

Apaixonado por carros desde criança, hoje compartilho com todos o conhecimento que tive ao longo da vida.

Siga o MDA nas redes sociais
Facebook -- Instagram -- Youtube -- Twitter

One Comment

Leave a Reply
  1. Faltou dizer que não existe taxa zero. Para todo e qualquer financiamento, tem a TAC (taxa de abertura de crédito), que fica em torno de uns 1.700,00. Então, vc vai pagar juros de qualquer jeito. Se puder pegar um consignado ou negociar direto com seu banco, faz mais negócio.

Deixe uma resposta

Loading…

Chevrolet alcança a marca de 750 mil picapes compactas produzidas no Brasil

Concessionária Digital da VW chega à Argentina