Comparativo: Fiat Pulse Impetus TF200 x VW Nivus Highline 200 TSI


Confira comparativo entre a novidade do momento e seu principal rival, o único SUV compacto com carroceria coupê do mercado.

COMPARTILHE COM OS AMIGOS:

O comparativo de hoje é aquele que está na boca do povo durante a semana, pois finalmente após muita expectativa foi lançado o Fiat Pulse, SUV compacto da marca italiana que veio com atraente faixa de preço. Olhando apenas valores, podemos compará-lo com Renault Duster, Hyundai Creta, entre tantos outros, mas um membro merece bastante atenção.

Falo do Volkswagen Nivus que, assim como o Pulse, está segmentado no portfólio da marca como um SUV (ou crossover, chame como quiser) de entrada, abaixo do T-Cross que por enquanto não tem concorrente na italiana Fiat, somente na irmã Jeep com o Renegade. Dessa forma, o M.D.A vem comparar Pulse e Nivus em suas versões mais completas esmiuçando o que cada um entrega.

Começando pela motorização, o Fiat adota o novo motor 1.0 turboflex (Turbo 200 em referência ao torque em Newton-metro) que rende 130 cavalos no etanol e 125 cavalos na gasolina a 5.750 rpm e 20,4 kgfm de torque em ambos os combustíveis a 1.750 rpm. Já o Volks traz por baixo do capô também um motor 1.0 turboflex, o 200 TSI, com 128 cavalos de potência no etanol e 116 cavalos na gasolina a 5.500 rpm e o mesmo torque de 20,4 kgfm tanto no etanol quanto com gasolina, mas somente a 2.000 rpm – mais tarde.

A transmissão é automática do tipo CVT com sete marchas simuladas no Pulse e automática com conversor de torque no Nivus. Ambos contam com possibilidade de trocas manuais pela manopla ou paddle shift.

Falando de dimensões, quanto ao comprimento, o Pulse mede 4,10 metros contra 4,27 metros do Nivus. Largura de 1,78 metros no Pulse e 1,76 metros no Nivus, com altura de 1,58 metros no Pulse e 1,49 metros no modelo da marca alemã. O entre-eixos do novato da marca italiana possui 2,53 metros contra 2,57 metros do Nivus e o porta-malas do Pulse possui apenas 370 litros de capacidade contra 415 litros do Nivus. Medidas similares, com uma pequena vantagem do Nivus no porta-malas e no espaço interno, mas devendo em altura para o Pulse – algo relevante entre as pessoas que almejam carros deste segmento.

Veja Também

⇒ Comparativo: T-Cross 200 TSI 2022 vs. Tracker LTZ 2022

⇒ Comparativo: Jeep Renegade STD x Nissan Kicks Active CVT

Sobre equipamentos, ambos os modelos possuem de série ar-condicionado digital automático (duas zonas no Pulse e com saída traseira no Nivus), direção com assistência elétrica, vidros elétricos nas quatro portas, conjunto óptico dianteiro e lanternas (parcialmente) em LED, volante com regulagem de altura e profundidade, bancos em couro, banco do motorista com regulagem de altura, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, frenagem autônoma de emergência, sensor de chuva e crepuscular, central multimídia, rodas de liga-leve de 17 polegadas, painel digital (10,25 polegadas no Nivus e 7 polegadas no Pulse), entre outros itens.

Somente o Nivus traz airbags de cortina, o ACC, controle de cruzeiro adaptativo e fica devendo o espelhamento via Android Auto sem fio, espelhando apenas Apple CarPlay dessa forma. Já o Pulse traz com exclusividade o espelhamento sem fio para ambos, alerta de saída de faixa com correção, partida remota e farol alto automático, ficando com airbags frontais e laterais somente.

Ambos trazem acabamento em plástico rígido, padrão para um carro do segmento e com essa faixa de preço, mas no Pulse a sensação de melhores materiais é mais nítida, muito embora sejam os mesmos usados no Argo. O Nivus também traz os mesmos plásticos do Polo, mas assim como no hatch do qual é derivado e em alguns modelos da marca alemã, fica uma ligeira impressão de qualidade mais reduzida. No entanto, não traduz ser pior, fica apenas uma sensação.

Preços! Bom, o Fiat Pulse Impetus chegou a competitivos R$ 115.990 (exceto SP), mas ainda tem um pacote opcional que é o Fiat Connect////Me, responsável por adicionar ao pacote de tecnologia já disponível algumas funções, como controlar o veículo a distância, Wi-Fi a bordo, conjugar a um assistente pessoal, entre outras modalidades. Somando isso, temos um carro custando R$ 118.640 na cor preta.

Já o Nivus Highline tem apenas um pacote opcional que adiciona a estética alguns detalhes escurecidos, mas sem isso tem preço sugerido de R$ 121.890 na cor preta.

Para decidir qual levar, o consumidor, além de precisar andar em ambos, precisará levar em conta os seguintes fatores: o Nivus conta com o piloto automático adaptativo, bastante importante para algumas pessoas com deficiência, além de ser um carro com design mais marcante que o do Pulse – mais conservador. Além disso, sua motorização já tem certo tempo de mercado e tem mais consolidação e seu porta-malas é ligeiramente maior.

Apesar disso, o Pulse não vem para brincadeira, entregando alguns itens que o concorrente da marca alemã não entrega, sobretudo na tecnologia, mesmo que ambos sejam bastante conectados. Entrega também maiores números de potência e torque mais cedo, favorecendo em desempenho, já que seu 0 a 100 km/h é de 9,4 segundos contra 10 segundos no Nivus.

Por fim, compartilhe e siga-nos nas redes sociais: