in , ,

VW T-Cross Sense tem abrupta queda de vendas em setembro

De acordo com dados fornecidos exclusivamente ao M.D.A, modelo caiu 88,80% perante agosto.

Publicidade
Publicidade

A Mobiauto, plataforma digital de vendas de veículos, concedeu ao Mundo do Automóvel para PcD dados exclusivos no que se refere ao número de vendas do Volkswagen T-Cross Sense, SUV compacto exclusivamente destinado para PcD. Foram coletados números de janeiro de 2020 até a primeira quinzena de setembro, concluída na semana passada.

Somando todos os números, a marca alemã alcançou a marca de 18.673 comercializados e entregues em todo o território nacional, inclusive contabilizando os meses de suspensão das vendas do modelo, uma vez que mesmo quando essa situação ocorre, as entregas não são paralisadas. Ademais, desde o início da suspensão até o retorno definitivo, alguns lotes foram liberados e esgotados em tempos recordes.

Publicidade

Inclusive, a versão Sense do modelo foi grande responsável pela pujança do modelo nos três meses consecutivos, garantindo liderança de mercado e destronando da primeira colocação mensal o Chevrolet Onix. Com isso, o T-Cross foi o primeiro modelo do segmento a ser líder de vendas geral. Isso se deve ao grande número de unidades encomendadas que estavam represadas na montadora, devido à carteira extensa de pedidos, juntando também com o cenário da pandemia que atrasou a produção.

Veja Também

⇒ T-Cross Sense (PcD): como ficou a situação dos pacotes opcionais?

⇒ Comparativo: T-Cross Sense + pacotes x Nivus Comfortline

⇒ VW Polo Track será produzido em Taubaté, segundo Sindicato

Apesar do otimismo e com o retorno do modelo, agora na linha 2021, foi registrada uma queda de 88,80% no número de vendas da primeira quinzena de setembro em relação ao mês de agosto, lembrando que essa diferença deve diminuir levemente, uma vez que o mês ainda não terminou. Se em agosto foram 3.706 unidades comercializadas, setembro tem até o momento apenas 415 exemplares, quarto pior mês para o modelo.

Publicidade

O que pode ter motivado tal queda? Não temos como dar esse panorama de forma precisa, mas temos como estimativa a incerteza que muitos vinham carregando a respeito da “venda casada” na linha 2021, onde se dizia que para aquisição do modelo, seria obrigatória a aquisição de um pacote que tem como itens a central multimídia – presente de série na linha 2020. A prática é criminosa e a própria VW do Brasil já emitiu comunicado oficial repudiando o ato.

Outro fator que pode ser levado em conta é o especulado possível aumento do teto de isenção de ICMS em outubro, uma vez que ocorrerá reunião do CONFAZ novamente e o assunto pode ser debatido, mas sem certezas no que tange ao assunto. Além disso, o tempo de entrega, citado por muitos como “superior a 90 dias” pode ser motivador para a queda abrupta.

Publicidade

Confira todos os números mensais do modelo em 2020 até a primeira quinzena de setembro:

  • Janeiro: 380
  • Fevereiro: 2.033
  • Março: 1.673
  • Abril: 157
  • Maio: 97
  • Junho: 2.821
  • Julho: 7.391
  • Agosto: 3.706
  • Setembro (15 dias): 415

Fotos: T-Cross Sense com todos opcionais

[Fonte: plataforma de vendas digital de veículos Mobiauto]

Siga o MDA nas redes sociais:

Deixe uma resposta

Loading…