Opinião de Dono: Renault Fluence Dynamique Plus 2.0 15/16


Eneas R. G. Martins, tem 44 anos e mora no Rio de Janeiro. Possui um Renault Fluence Dynamique Plus 2.0 15/16.

1 – Quando você comprou? Quanto tempo demorou todo o processo de isenção? Foi para condutor ou não condutor?

Adquirido em fevereiro de 2016, para condutor. 
Peguei meus laudos no Detran em agosto de 2015 , dei entrada no IPI no dia 13 de outubro de 2015 e liberado no dia 17 de outubro de 2015. Foi dado entrada no ICMS no dia 27 de novembro de 2015 e liberado no dia 02 de dezembro de 2015. Pedido feito e faturado em janeiro de 2016 e veículo entregue dia 19 de fevereiro. Isenção de IPVA, entrada em março 2016 e liberação em junho de 2016.

2 – Qual modelo você comprou? 

Renault Fluence Dynamique Plus 2.0 15/16.

3 – Optou por qual versão e por quê?

No caso meu pedido foi da versão Dynamique e me foi faturado a versão Plus que é superior.

4 – Quanto pagou no carro? Teve isenção de IPI e ICMS ou só uma das isenções? A montadora oferecia incentivo? Teve um bom atendimento na concessionária?

Valor R$ 53.553,00. Com isenção de IPI, ICMS e com incentivo de 6% da montadora. Quanto ao atendimento gostei muito, tanto que iniciei em uma concessionária ao qual o vendedor cobria as férias de um outro em um município e quando decidi fui a concessionária de origem desse vendedor fechar a compra.

5 – Interessou-se em outros veículos na época? O que pesou na decisão final?

Cobalt LTZ, Prisma LTZ e Corolla GLI tecido. Em relação a Cobalt e Corolla pesou contra a necessidade e demora na emissão de novo ICMS de SP. E contra o Prisma o espaço interno e posição de dirigir, pois possuo 1,98cm de altura.

6 – Precisou de adaptação? Instalou algum acessório ou opcional?

Não, minha restrição pede veículo automático e com direção hidráulica.

7 – Quantos quilômetros já rodou? Usou qual combustível? Qual a média de consumo?

Atualmente está com 33.500km. Há 2 meses estou usando álcool e o consumo fica em 6km/l na cidade e 10km/l na estrada. Usava até dezembro gasolina aditivada e rendia 8km/l na cidade e 14km/l. Observação: Na estrada rodando 400km ida e volta, horário de ida entre 04:00h e 07:00h, pista livre, e sempre no piloto automático mantendo velocidade de 90km/h.

8 – Teve algum tipo de problema com carro? Já fez quantas revisões na concessionaria? Como foi o atendimento no pós venda?

Fiz 3 revisões até o momento sempre na mesma concessionária, não pediram pra fazer nenhum serviço fora do que consta o manual, faço por comodidade e pelo bom preço alinhamento e balanceamento nas revisões.

Tive um problema no alternador do meu carro no dia 26/12/2017 e houve a necessidade da troca do mesmo, foi encomendado a peça e trocado no dia 09/01/2018. Após a troca do alternador, correias e esticadores, foi constatado que o defeito no alternador causou danos a bateria e a concessionária trocou a mesma sem custo. Como uma bateria tem média de vida útil de 2 anos e estava prestes a fazer 2 anos, fiquei até surpreso com a atitude pois conhecia casos em que a concessionária estava imputando a solução de problemas de bateria ao fabricante da mesma.

Quanto ao atendimento do pós venda, faço sempre as revisões na mesma concessionária até hoje devido a satisfação com eles, foi através do empenho da concessionária junto ao SAC da Renault que me foi liberado o veículo reserva dentro das especificações como PCD, o que o Renault Assistance (garantia de assistência em caso de panes elétricas e mecânicas no veículo) estava me negando por eu ter conduzido meu carro até a concessionária e não rebocado o mesmo pelo Renault Assistance. Pura burocracia deles.

9 – Pontos negativos – críticas? Destaque os principais?

Com 3 meses o apoio de braço quebrou o encaixe de abertura, levei na concessionária onde comprei e mostrei que o plástico do mesmo estava ressecado. Abriram a reclamação e enviaram ao SAC da montadora e a mesma negou a troca, em um carro de 76.000,00 na época não deveria acontecer.

Acho que os pneus estão muito desgastados para 33.500km rodados, mais já li reclamações sobre outros sedãs médios quanto ao desgaste excessivo dos pneus, farei a troca dos mesmos até rodar no máximo 40 mil km por outra marca e observar melhor.

A quebra do alternador com 1 ano e 10 meses, que foi minimizado o problema pelo pós venda, mais pouco tempo de uso para ocorrer o defeito.

10 –  Pontos Positivos? Destaque os principais?

O acabamento em couro dos bancos, volante e portas muito bons. Espaço interno e porta malas, multimídia muito intuitivo e fácil de usar, com destaque para o GPS, câmbio CVT casa muito bem com o motor 2.0, dirigibilidade, conforto e robustez. O bom isolamento acústico, carro silencioso e o barulho externo e de motor não invadem o interior do veículo.

11 – Fez Seguro, quanto ficou?

Em 2 anos ficou em R$ 2.200,00 e R$ 2.400,00 respectivamente e sem a cláusula 20, pois confesso que tomei ciência dessa cláusula através do Mundo do Automóvel para PCD.

12 –  No geral você está satisfeito com seu carro? Você recomendaria a compra desse carro?

Sim muito satisfeito e recomendo o carro sim, desde que o condutor não tenha a necessidade de um veículo mais alto devido a sua deficiência.

13 – Considerações finais?

Veículo atendeu bem minhas expectativas, o ponto alto é com certeza o conjunto motor e câmbio que dá ao carro um rodar estável e entrega grande potência. Estou em vias de renovar meus laudos e estou pensando em permanecer na marca com a aquisição da Captur.


 

Summary
Review Date
Reviewed Item
Opinião de Dono: Renault Fluence Dynamique Plus 2.0 15/16
Author Rating
51star1star1star1star1star

Michael W.

Apaixonado por carros desde criança, hoje compartilho com todos o conhecimento que tive ao longo da vida.