in ,

Senador propõe aumentar valor para isenção em carros para PcD

Entidade ligada às montadoras defende que o valor ideal para o teto seria de R$ 110 mil.

Publicidade
Publicidade

Indicação apresentada pelo senador Marcos Rogério (DEM-RO), ao Ministério da Economia (INS 60/2020), sugere, no âmbito do Conselho Nacional de Política Fazendária (CONFAZ), o reajuste no valor máximo (hoje posicionado em R$ 70 mil) para compra de veículos por pessoas com deficiência (PcD).

Segundo o Senador, “atualmente, o teto para esses automóveis é de R$ 70 mil. No entanto, os carros com as adaptações necessárias têm preço cheio bem acima desse valor, o que na prática inviabiliza o acesso aos veículos por parte das pessoas com deficiência.”

Publicidade

Veja Também

⇒ PL define direito à isenção de IPI na compra de carros por deficientes auditivos

⇒ Após o decreto de SP, como reage o mercado de veículos para PcD no país?

⇒ Isenção de ICMS em SP passa a ser concedida a cada 4 anos

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) defende que o valor ideal para o teto seria de R$ 110 mil, levando em conta apenas o ajuste na inflação. O senador Marcos Rogério defendeu a necessidade de atualizar os valores, adequando-os aos preços de mercado, levando em consideração a inflação, a variação do dólar e a modernização dos veículos.

[Fonte: Senado Federal]

Siga o MDA nas redes sociais:

Deixe uma resposta

Loading…