Novo Citroën C3 começa a ser produzido no Brasil


Nova geração do hatch da marca francesa chegará em breve no mercado nacional e já tem primeiras unidades vendidas.

A Citroën já iniciou na sua planta de Porto Real (RJ) a produção da nova geração do seu hatch compacto C3, vendido por aqui há 20 anos e que virá com um novo posicionamento em relação aos dois modelos anteriores.

Futuro concorrente de modelos de peso, como Chevrolet Onix, Hyundai HB20 e Fiat Argo, o C3 inaugura em Porto Real a variante da moderníssima plataforma CMP (Common Modular Platform) e será o primeiro veículo da Stellantis produzido no Brasil a utilizá-la. É a mesma do Peugeot 208, hatch feito na Argentina que também é vendido aqui.

Além disso, é o primeiro carro do projeto C-Cubed a ser lançado, sendo que os demais devem ser um sedan compacto e um SUV para provavelmente suceder o Aircross. Suas motorizações devem ser a 1.0 Firefly de três cilindros da Fiat, herança da fusão com a FCA, além do já consagrado 1.6 16V EC5 utilizado pela PSA. Em ambos os casos deve haver câmbio manual de cinco marchas, com a última tendo opção de um automático de seis.

Veja Também

⇒ Interior do novo Citroën C3 é revelado com multimídia de 10 polegadas

⇒ Citroën C4 Cactus PcD 2021: preços, equipamentos e mais

A fábrica de Porto Real (RJ) passou por uma grande transformação industrial e tecnológica para receber a nova plataforma, e contou com investimentos de mais de R$ 220 milhões. Entre as evoluções aplicadas, inclui-se a instalação de novos robôs, além de um inédito processo polivalente e flexível que permitirá a produção do Novo Citroën C3 e ainda favorecerá os atuais modelos fabricados na unidade.

Isso mostra o quanto a Stellantis aposta no sucesso do modelo que deve ter preços começando próximo dos R$ 70.000 e indo até R$ 80.000 ou um pouco mais, tudo isso dependendo do mix de versões. A depender da marca, pode ser mais um modelo a venda para o público PcD com isenção de IPI integral e ICMS proporcional.

Fotos: novo C3

Banner MDA