in

Lançamentos de carros para 2021: o que podemos aguardar?

Se para alguns, 2020 foi um ano movimentado de lançamentos no mercado, 2021 deve ter força ainda maior.

Trouxemos anteriormente uma pequena retrospectiva com alguns lançamentos que marcaram o ano de 2020, apesar das circunstâncias vividas, claro. Um ano atípico, onde costumes e hábitos tiveram que ser fortemente modificados.

Porém, chegamos ao novo ano de 2021 e esperamos viver dias melhores, inclusive no âmbito automotivo, sem dúvidas. O ano passado foi marcado por chegadas importantes ao mercado, como o novo Nissan Versa, Volkswagen Nivus, Chevrolet Tracker, entre outros e a expectativa para os próximos meses é de ainda mais novidades.

Confiram agora quais serão alguns dos lançamentos que devem ocorrer durante o ano de 2021 e já com um spoiler: a quantidade de modelos SUVs é bem interessante.

Renault Captur

O SUV compacto da marca francesa lançado em 2017 receberá seu primeiro facelift agora em 2021, com novidades estéticas exclusivas para o Brasil, abrangendo inclusive faróis em LED. Além disso, o modelo deve receber uma reformulação interna e receberá novos materiais no acabamento para distanciá-lo do seu irmão Duster.

No entanto, a maior mudança ficará por conta do conjunto mecânico. O SUV adotará um motor 1.3 turbo, motor esse que pode ser visto na Mercedes-Benz Classe A, por exemplo.

Nissan Kicks

Novo Nissan Kicks 2021 é apresentado na Tailândia

O primo japonês do Renault Captur, o Nissan Kicks, também ganhará seu primeiro upgrade estético desde a chegada ao Brasil em meados de 2016. Apresentado no exterior, o modelo ganhará a nova identidade visual da marca na dianteira, tendo uma grade maior que a atual.

A traseira deve receber detalhes pontuais, sem muita significância. O motor se manterá, mas em 2022 a gama deve ganhar reforço de uma opção híbrida, a chamada tecnologia e-Power.

Jeep Compass

Também lançado no Brasil em 2016 e sucesso crescente de vendas, o SUV médio da Jeep será reestilizado em breve, como já apresentado na Índia, concentrando mudanças na dianteira. Internamente ocorrerá uma mudança total, com novo painel, novo volante, quadro de instrumentos digital nas versões topo, entre outras novidades em outros aspectos.

O atual motor 2.0 flex aspirado será substituído pelo 1.3 Firefly Turbo que deve render 180 cavalos de potência, além de ser aguardada uma possível revisão nos números de potência e torque do motor 2.0 diesel que continuará no portfólio do modelo. O irmão Renegade receberá as mesmas mudanças mecânicas e outras de estética.

SUV derivado do Fiat Argo

Projeção: Kleber Silva

Ainda sem nome definido para o modelo, a Fiat finalmente entrará no segmento de SUVs, hoje praticamente dominado pela Jeep – pertencente ao mesmo grupo empresarial. Apesar de ainda rodar em testes fortemente camuflado e em carroceria “mula”, ou seja, não sendo a versão de produção, sabe-se que o SUV terá porte para concorrer diretamente com Honda WR-V e Volkswagen Nivus.

As motorizações devem ser a já existente 1.3 Firefly aspirada de 109 cavalos máximos nas versões de entrada e a nova 1.0 Firefly Turbo que deve estrear justamente nele. Podemos aguardar semelhanças diretas com o hatch Argo, uma vez que será derivado dele.

Honda City Hatch e Sedan

Já conhecido no Brasil em carroceria sedan, o Honda City virá também em carroceria hatch para nosso mercado substituindo pelo menos algumas versões do Fit, cuja nova geração ficou cara de se trazer numa faixa de preço competitiva e o design é deveras controverso.

Deve chegar depois do lançamento da terceira geração do City Sedan, ambos com motor 1.0 turbo entre as opções, além de agregar itens de série bem interessantes ao segmento. Especula-se que a Honda dará um foco maior aos modelos compactos no país.

Toyota Corolla Cross

Outro SUV inédito será lançado e para ele existe uma expectativa enorme em cima. Trata-se do Toyota Corolla Cross, SUV médio que terá a missão de ocupar a fatia de preço entre o Corolla e o SUV RAV4. Previsto para chegar com os mesmos conjuntos mecânicos do tradicional sedan médio da marca, deve seguir o modelo já apresentado no exterior.

Os itens de série e gama de versões devem acompanhar também o sedan. Lembrando que ao menos por enquanto, a Toyota não comenta substituí-lo pelo Cross, apesar de que a preferência do público pelo novo modelo poderá sim ser gradativamente maior.

Volkswagen Taos

O também SUV médio será lançado pela marca alemã importado da Argentina. Já apresentado para a América Latina, virá para ser posicionado entre T-Cross e Tiguan Allspace, que por sua vez deve perder a versão de acesso com 5 lugares.

Será vendido provavelmente em duas ou três versões de acabamento, todas com o motor 1.4 TSI (250 TSI) aliado ao câmbio automático de seis marchas. A curto ou médio prazo pode roubar as vendas do sedan Jetta.

Ford Bronco

A Ford continuará com sua tentativa de voltar a um destaque no cenário automotivo nacional com mais um SUV, inclusive já visto no Brasil. Falo do Bronco, modelo médio que virá para concorrer com Jeep Compass & cia. Será equipado com o motor 2.0 turbo chamado de Ecoboost, movido a gasolina e 245 cavalos de potência.

Hyundai Creta

O modelo da marca sul-coreana já teve nova geração apresentada no exterior e circula em testes no Brasil. Lançado em 2016 e reestilizado em 2019, o SUV compacto receberá a sua segunda geração e já causando polêmica em razão do seu design controverso, bem como a família Hyundai HB20. No entanto, se ocorrer como neles, as vendas não devem sofrer impacto significativo com o design “exótico”.

Os motores atuais devem ser substituídos por dois turboalimentados. O 1.0 já conhecido do HB20 e um inédito 1.4 que estreará no modelo.

Caoa Chery Tiggo 2

Modelo mais defasado da marca chinesa que expande razoavelmente seu mercado, o Tiggo 2 receberá sua nova geração ao longo do ano de 2021. Virá mais tecnológico, moderno, maior e terá um novo motor 1.0 turbo aliado ao câmbio automático do tipo CVT. Além dele, Tiggo 5x e Tiggo 7 devem ser reestilizados.

SUV Jeep de sete lugares

A Jeep terá no Brasil um modelo familiar acima do Compass, como já noticiamos recentemente. Não será o já SUV médio fabricado com capacidade maior de ocupantes, mas sim um inédito.

Virá equipado com as mesmas motorizações dele, ou seja, a nova 1.3 Firefly Turbo e a 2.0 Multijet diesel. Ainda não temos muitos detalhes, mas sabemos que o modelo está sendo totalmente desenvolvido no Brasil.

Siga o MDA nas redes sociais:

Deixe uma resposta

Loading…