Falta de semicondutores prejudica produção da Chevrolet


Marca norte-americana está sendo uma das mais atingidas no país pela escassez de componentes.

É um fato notório que a pandemia mesmo após um ano e três meses do seu início tem causado danos a economia não só brasileira como mundial, impactando diretamente na produção de veículos. A Chevrolet é uma dessas fabricantes afetadas e por isso interrompeu a produção de Onix e Onix Plus em Gravataí (RS) no mês de abril, paralisando agora a fábrica de São Caetano do Sul (SP).

O retorno da planta gaúcha era previsto para 19 de julho, mas a marca emitiu comunicado mudando a data de retorno para 3 de agosto, elevando ainda mais prazos de faturamento e entrega, por exemplo. Mas afinal, o que está causando essa interrupção?

Veja Também

⇒ Chevrolet triplica rede de concessionárias para carros elétricos no Brasil

⇒ Novo Chevrolet Tracker alcança 100 mil unidades produzidas

⇒ Chevrolet Spin chega à linha 2022; veja preços e detalhes

Segundo informe da Chevrolet isso se dá pela falta de semicondutores, responsáveis pela composição da arquitetura eletrônica de um veículo, passando por central multimídia, sensores e recursos semiautônomos. Traz ainda que o Onix possui até duas vezes mais semicondutores que seus concorrentes, sendo isso reflexo da ampla tecnologia embarcada que ele contempla.

“Foi agregando tecnologias inovadoras que a marca Chevrolet transformou seus veículos em referência em segurança, conforto, conectividade e performance. Não vamos deixar de oferecer aquilo que nossos clientes mais valorizam em um automóvel nem focar em versões básicas em razão da escassez momentânea de suprimentos, mesmo que isso impacte temporariamente nossa produção”, informa Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul.

No entanto, cabe ressaltar que os números de vendas estão cada vez mais decrescentes para a marca que vinha sendo líder consecutiva e caiu para terceira, perdendo a liderança para a Fiat e a vice colocação para a Volkswagen. Além disso, o Onix vinha sendo líder há vários anos, construindo uma sequência de sucesso e perdendo a posição em 2021 para a Fiat Strada.

Siga o MDA nas redes sociais: